Amor em Soweto (2024) – Um filme romântico na Netflix: Três irmãos em três histórias de amor entrelaçadas

Amor em Soweto é um filme realizado por Rolie Nikiwe e protagonizado por Lunga Shabalala, Duduzile Ngcobo e Sparky Xulu.

“Amor em Soweto” é uma comédia romântica encantadora para o Dia dos Namorados que nos chega da África do Sul: entretém-nos e diverte-nos e sabe sempre que não está aqui para revolucionar o cinema ou os nossos sentidos estéticos.

Sem trazer nada de novo, é uma boa produção que conhece os seus limites e sabe como não os ultrapassar, traçando bem o perfil das personagens e fazendo-as evoluir até ao ponto exato que o espetador espera: aquele em que se encontram através do amor de um casal.

Nada de novo, é verdade, mas o Dia dos Namorados não parece ser o dia ideal para invenções extravagantes.

O enredo

Uma mulher tradicional tem os seus três filhos solteiros. Recebe uma boa oferta para vender a casa, que quer aceitar, mas a felicidade dos filhos é mais importante, pelo que decide deixar a casa ao primeiro que casar.

É o início de três aventuras de três irmãos em busca do amor.

Crítica do filme

Para os leitores com mentes distorcidas: não, os três irmãos não se envolvem em rivalidades doentias e comportam-se sempre como verdadeiros cavalheiros. “Amor em Soweto” é um filme limpo, quase puro, cheio de bons sentimentos e boas pessoas, em que os protagonistas procuram o amor romântico como o salvador de todas as frustrações. Mas nesta viagem, obviamente, vão encontrar-se a si próprios e amadurecer como pessoas e seres humanos.

Sim, absolutamente nada de novo, “Amor em Soweto” sabe-o e não quer reinventar o género da comédia romântica. É um filme que se concentra mais nos sentimentos do que na comédia, um encontro em que há sorrisos, nunca gargalhadas, um filme que lida mais com a psicologia das personagens do que com as situações. Não força o guião e deixa que o seu ritmo lento nos invada com a sua dose de inocência e até de pausa, sem deixar que a comédia tome a dianteira.

É uma boa produção, mas sem pretensões de ser um grande filme. Conhecendo os seus limites, abstém-se de fazer grandes planos ou de forçar o espetador: deixa-o permanecer no seu estado de conforto e permite-lhe ver exatamente o filme que espera: um filme que fala sempre de bons sentimentos e de boas pessoas.

Não há personagens retorcidas ou histórias escabrosas, é uma comédia totalmente dirigida a um público que acredita no amor. Muito tradicional e eficaz, mas apenas para esse tipo de público.

Se não é esse tipo de público, provavelmente vai achar dececionante, mas “Amor em Soweto” é um filme que sabe cumprir o seu objetivo e procurar um argumento que sabe o que fazer, para onde ir e como.

Sem pretensões de qualquer tipo.

Nossa opinião

Um filme romântico, simples e conjunto para este dia dos namorados. Uma ideia simples e bastante cliché para um filme que não será recordado pela sua originalidade, mas que consegue tudo o que pretende graças a um argumento correto.

Onde assistir “Amor em Soweto”

Netflix

O elenco

Lunga Shabalala
Lunga Shabalala
Duduzile Ngcobo
Duduzile Ngcobo
Sparky Xulu
Sparky Xulu
Alice Lange
Alice Lange
Alice Lange é apaixonada por música. Fez parte de várias bandas na vertente da produção e decidiu agora levar a sua experiência para a área do jornalismo. Também faz críticas de cinema e televisão e participa em vários eventos.
Contacto: music (@) martincid (.) com
Artigos relacionados

Deixar uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos mais recentes