“The 8 Show” : Uma Série de Comédia Divertida na Netflix que Mistura Thriller, Metáfora e Entretenimento

The 8 Show
Martha Lucas Martha Lucas

A partir de hoje, poderemos assistir na Netflix a “The 8 Show”, uma série divertida que nos transporta para um cenário semelhante ao de The Squid Game, mas com intenções completamente diferentes e carregada de ironia e humor (por vezes absurdo).

Uma comédia divertida sobre capitalismo e classes sociais, com intrigas e muitas surpresas pelo meio.

Argumento

Oito jogadores são reunidos num recinto para participar num jogo num cenário fictício. Os jogadores são recrutados para um jogo que gira em torno da inflação e do tempo: ou se gasta tempo ou dinheiro, enquanto o prémio e o tempo de jogo aumentam e diminuem conforme os gastos.

Os oito jogadores terão que jogar de forma coletiva e descobrir regras sociais, como por exemplo, que os prémios mudam conforme o piso em que se encontram. É um jogo sobre capitalismo, inflação, estruturas sociais e despesas. Alguns poderiam chamá-lo de economia.

“The 8 Show”: Uma Série Cujo Valor Está no Argumento

The 8 Show
The 8 Show

Muito divertida, esta versão coreana de Lord of the Flies (1954), o clássico literário de William Golding, onde se devem organizar as estruturas sociais do zero. Em “The 8 Show” temos algo semelhante: um jogo onde os participantes têm que usar a sua engenhosidade para sobreviver num mundo de inflação exagerada e preços excessivos. Apesar de viverem em comunidade, tudo é uma questão de classe social e absolutamente tudo está relacionado com o dinheiro.

O capitalismo em estado puro.

“The 8 Show” é divertido e não esconde de forma alguma a crítica social ao estado atual das coisas e aos preços das casas em lugares como a Coreia do Sul, onde uma pessoa tem que trabalhar quase um século para pagar o crédito de uma casa em Seul. Embora este não seja Seul, e o jogo seja fictício, não se pode negar a evidente metáfora escondida neste divertido jogo em tom de comédia e, porque não dizer, de crítica social.

Mas “The 8 Show” não é a novela de William Golding: aqui tudo é divertido e tudo é de plástico… até que deixa de ser, porque a série transita de comédia para thriller à medida que evolui e as tensões dos personagens se acumulam devido às incidências das regras e do próprio jogo. São oito episódios que vão de surpresa em surpresa até que o argumento se torna algo tétrico e macabro, sem nunca perder o seu tom de comédia.

Uma série que vai de surpresa em surpresa até atingir um tom entre psicodélico e surrealista.

A Produção

A série não é tão original no que diz respeito à produção: trata-se de uma série com poucos cenários e uma estrutura não muito complexa, pelo menos a nível de produção. O foco está nos oito intérpretes e nos seus conflitos, sendo que as estrelas são o guião, a trama e as situações, não o design de produção ou a ambientação.

Tem uma boa fotografia e, no geral, é uma proposta bem conseguida a nível visual, mas não é uma produção de alto orçamento nem pretende ser a nível estético.

Nossa Opinião

Poderão imaginar algo semelhante ao The Squid Game antes de começar a ver, mas “The 8 Show” é uma série que, partindo de um conceito mais ou menos similar, é totalmente diferente e joga constantemente com a surpresa.

Uma série que sabe começar de uma maneira, surpreender com uma reviravolta e terminar sem se parecer com nada do que, inicialmente, poderíamos esperar.

Que a desfrutem!

Onde assistir “The 8 Show”

Netflix

Partilhar este artigo
Seguir:
Martha Lucas é apaixonada por cinema e literatura. Está a trabalhar no seu primeiro romance e escreve artigos. Responsável pelas secções de teatro e livros na MCM. Sevilha, Espanha.
Deixar um comentário