Mea Culpa (2024) – Um filme da Netflix: Um thriller emocionante com um excelente guião

Mea Culpa é um filme escrito e dirigido por Tyler Perry. É protagonizado por Kelly Rowland e Trevante Rhodes.

Tyler Perry é um ator, escritor e realizador talentoso. Possui todas as capacidades e mostra duas delas (realização e escrita) neste thriller clássico que se baseia apenas no seu guião e desempenhos para oferecer uma intriga perfeitamente elaborada ao estilo de Hitchcock.

É um filme completo, um thriller de suspense com uma atuação forte, diálogos sólidos e uma realização impecável que se mantém fiel às directrizes do género.

É surpreendente? De modo algum.

O enredo

Uma advogada com problemas conjugais assume a defesa de um famoso pintor acusado de assassínio. A situação complica-se devido à família do marido e a um claro conflito de interesses no caso. Ela começa a aproximar-se do cliente, que é famoso e encantador, e o caso começa a afectá-la pessoalmente.

Sobre o filme

É um filme perfeito para uma sexta-feira à noite, com Kelly Rowland a destacar-se como protagonista absoluta. Ela é a heroína e a estrela do filme, num papel que, apesar de não ser digno de um Óscar, lhe permite brilhar com um excelente argumento que atinge todas as notas certas e proporciona um bom filme de suspense que, infelizmente, não consegue deixar uma impressão duradoura no espetador.

É uma história tão clássica e tradicional que, apesar de todas as suas virtudes, não consegue dar aquele toque de originalidade que tanto desejamos.

O ritmo é excelente. A relação entre o artista e o advogado demora o seu tempo a desenvolver-se. No entanto, tudo é tão previsível e convencional que o bom trabalho técnico perde muito do seu atrativo.

Os personagens coadjuvantes são bem definidos, e todos têm suas razões para fazer parte da trama. O roteiro é impecável, com todos os movimentos se encaixando perfeitamente, embora não consiga surpreender ou fazer com que o filme se destaque entre os milhares de thrillers quase idênticos que já vimos.

É um filme de suspense “à moda antiga”, com a tensão construída através do diálogo, do desenvolvimento das personagens e do conflito interno que as envolve.

Não há perseguições, cenas de risco ou aventuras neste filme. O suspense baseia-se no aspeto psicológico.

“Mea Culpa” parece contentar-se em seguir as regras do género thriller e, apesar de fazer um excelente trabalho em todos os aspectos, não se esforça por se destacar conscientemente.

A nossa opinião

É um filme tradicional, perfeitamente trabalhado. Excelente argumento, boas interpretações e diálogos, e um enredo coerente. Não consegue surpreender ou se destacar e não deixa uma impressão duradoura.

Onde assistir “Mea Culpa”

Netflix

Veronica Loop
Veronica Loophttps://medium.com/@veronicaloop
Veronica Loop é a diretora-geral da MCM. É apaixonada por arte, cultura e entretenimento.
Contacto: veronica (@) martincid (.) com
Artigos relacionados

Deixar uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos mais recentes