‘O Abismo’ (2024) – Um filme sueco na Netflix com uma mensagem poderosa sobre a exploração excessiva de uma mina e os seus desastres

O Abismo é um filme escrito e realizado por Richard Holm. É protagonizado por Tuva Novotny, Kardo Razzazi, Peter Franzén e Felicia Truedsson.

A maior explosão de rocha da Suécia, a maior mina do mundo, provoca centenas de terramotos todos os anos. As comunidades vizinhas são obrigadas a deslocar-se constantemente devido a estes tremores, que destroem as suas casas.

“O Abismo” é um drama sueco com um toque de sustentabilidade ecológica, centrado numa mina sobre-explorada que ameaça destruir uma cidade. É uma pequena produção que sabe exatamente o que quer alcançar, como o fazer e, mais importante, quem é o seu público-alvo.

Assim, “O Abismo” é uma produção televisiva que não pretende atingir o mesmo nível dos filmes de desastres naturais de Hollywood. Apesar das limitações orçamentais, toma boas decisões e dá prioridade ao desenvolvimento das personagens em detrimento do desastre da mina em si.

O enredo:

Frigga é uma mulher que tem um novo namorado, um marido de quem ainda não se divorciou e uma filha rebelde. Tudo isto seria fácil de gerir se ela não fosse uma das pessoas responsáveis pela exploração da mina que molda a vida dos habitantes da cidade. E adivinha? Sim, a mina acaba de provocar um colapso e a cidade começa a desmoronar-se.

Sobre o filme:

“O Abismo” é, acima de tudo, uma produção feita para a televisão que é clara e direta. Tem personagens bem desenvolvidos e explora os novos papéis dentro da dinâmica familiar. Apesar de ser uma produção modesta, está consciente das suas limitações visuais e estéticas. Não há orçamento para criar catástrofes cósmicas, pelo que a história gira em torno das personagens e da sua evolução, em vez de cenas de ação ou grandes planos.

O filme tem uma boa fotografia, mas nada de extraordinário. Concentra-se mais no argumento, nos desempenhos e na representação realista da situação, ao mesmo tempo que sensibiliza o público.

Centra as suas intenções na mensagem ambiental e nas consequências da exploração irresponsável, em vez de na estética ou nos efeitos visuais. Embora não seja um mau filme, a saturação dos filmes de Hollywood sobre catástrofes naturais pode levar os espectadores a esperar um filme mais espetacular do que aquele que irão ver. No entanto, a abordagem do filme é adequada e bem executada.

A nossa opinião:

Mais intrigante pelo seu tema do que pela sua resolução. Não brilha cinematograficamente, e os personagens são concebidos para apoiar a mensagem em todos os momentos.

Onde ver “O Abismo”?

Netflix

Alice Lange
Alice Lange
Alice Lange é apaixonada por música. Fez parte de várias bandas na vertente da produção e decidiu agora levar a sua experiência para a área do jornalismo. Também faz críticas de cinema e televisão e participa em vários eventos.
Contacto: music (@) martincid (.) com
Artigos relacionados

Deixar uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos mais recentes